Fuentes de Carbonero o Maior (Segóvia – Espanha)

Deus quis que em 1965, desejando buscar um lugar de retiro e oração, encontrasse abandonada a igreja de Fuentes de Carbonero. Enquanto caminhava pelo planalto castelhano em um dia nublado, um raio de luz iluminou as pedras de mica que são abundantes na região, e de repente tudo ficou iluminado, e fiquei impressionadíssimo: a igreja no meio daquela planície era um verdadeiro deslumbre. Estava aberta e vazia; ainda tinha o retábulo e algumas imagens; a sacristia com paletes de madeira me serviu para dormir. Estive vivendo ali durante 15 dias, rezando, só e com grandes frutos. Vendo que era um lugar estupendo, retirei-me ali outras vezes, vivendo em solidão, em jejum e oração e dormindo com meu saco de dormir na sacristia.
Como passava um rio próximo desse lugar, decidi lavar comigo uns irmãos dos barracos nesses dias de verão para que eles também tivessem férias. Vivemos uma semana de descanso, de comunhão e de amor. Fiquei impressionado que enquanto todas as casas do povoado estavam destruídas, a única construção que estava de pé naquela aldeia abandonada era a igreja, e uma igreja cheia de pobres. Disse aos irmãos dos barracos para recolherem palha. Foram ao campo e cada família preparou para si a cama com palhas e cobertores. Era emocionante, dava para fazer um filme. Fora, todas as casas demolidas; dentro, a igreja cheia de pobres.

Catedral de Bahrein: projeto de Kiko Argüello

Il Foglio 9/12/2021 Nossa Senhora da Arábia, uma catedral católica em Bahrein Era uma vez Francisco de Assis, o pobre. Cheio de zelo pelo Evangelho pregava a pé por toda parte. Foi também à cruzada, como conta Tomás de Celano. Foi a sua maneira. Queria anunciar o amor de Deus ao sultão para ser assassinado. Queria morrer mártir, como aconteceu a muitos dos seus. Sucedeu que realmente conseguiu falar com

Páscoa 2020

Video Páscoa 2020 Antigamente, o povo de Israel, quando havia uma Teofanía, uma manifestação de Deus, ao nossos pais, construiam uma «estela» com pedras, para quando passarem por ali, se lembrassem. Assim, este video quer ser uma «estela» para lembrarmo-nos no amanhã, quando estejamos na tribulação, lembrar a fidelidade do Senhor e sua ação. Padre Mario Pezzi

Anúncio da Páscoa 2020

Madrid, 25 de março de 2020 – Solenidade da Anunciação Queridos irmãos: Estou muito contente em escrever esta carta nesta Páscoa de 2020. Ânimo! Cristo ressuscitou, e essa é nossa esperança e nossa Páscoa. Como não estar agradecidos ao Senhor se veio libertar a todos nós da sujeição e escravidão à morte e ao pecado! Ele entrou na morte por mim e por você. Está vivo e intercede por nós

Países da ex-União Soviética se reúnem em Kiev em um encontro internacional do Caminho Neocatecumenal

KIEV – Um ano depois do encontro do Caminho Neocatecumenal com o Papa Francisco – pelo 50º aniversário do início do Caminho em Roma – a capital da Ucrânia sedeará um novo encontro no qual participarão os países da ex-União Soviética e Polônia. Trata-se de um encontro vocacional que será realizado na “Palaz Ucraina”, neste mesmo sábado 11 de maio, e que será conduzido pela equipe responsável a nível internacional

O Caminho volta a evangelizar nas praças do mundo com a “Grande Missão” 2019

Cerca de 10 mil praças de  135 países voltam a ser cenário da “Grande Missão” que o Caminho Neocatecumenal realizará pelo  sétimo ano consecutivo a partir deste próximo domingo. Há apenas alguns dias, depois do Domingo da Ressurreição, o Papa Francisco recordava que cada cristão é chamado a encontrar-se com Jesus Cristo ressuscitado “e a converter-nos em seus anunciadores e testemunhas”. Por isso, acolhendo uma vez mais as palavras do Santo Padre,

O Caminho Neocatecumenal celebra no domingo, em Murcia, um encontro vocacional com mais de 25 mil jovens

Murcia, 24/08/2018.- No próximo domingo, 26 de agosto, o Caminho Neocatecumenal celebrará na localidade murciana de San Pedro del Pinatar um encontro vocacional no qual se esperam ao menos 25 mil jovens da Espanha e de Portugal, e também de países como França e Áustria. O encontro começará às 18 horas, será presidido pelo bispo de Cartagena, Dom José Manuel Lorca Planes, e será conduzido pelo iniciador do Caminho, Kiko