Discurso de Kiko Argüello por ocasião da concessão do Doutorado Honoris Causa

(Universidade Francisco de Vitória – Madri) Agradeço ao Senhor e a esta Universidade por este acontecimento, que sela um itinerário de aproximação e amizade entre o Caminho Neocatecumenal e o povo judeu, que teve início com Carmen Hernández em sua viagem a Israel em 1963-1964 e que foi provido pela Declaração Nostra Aetate do Concílio Vaticano II em 1965. O redescobrimento das raízes de nossos irmãos mais velhos e pais

Doutorado Honoris Causa concedido a Kiko Argüello e ao rabino David Rosen na Universidade Francisco de Vitoria de Madri

Nota de imprensa Na segunda-feira dia 25 de outubro, a Universidade Francisco de Vitoria de Madri, universidade católica que conta com mais de 8 mil estudantes, investirá Kiko Argüello, iniciador, com Carmen Hernández, do Caminho Neocatecumenal, e o Rabino David Rosen, Diretor Internacional de Assuntos Religiosos do American Jewish Commitee, com o Doutorado Honoris Causa por sua grande contribuição ao diálogo judaico-católico, promovendo uma histórica aproximação entre judeus e cristãos como

Declaração de Kiko Argüello por ocasião do Doutorado Honoris Causa concedido a ele e ao Rabino David Rosen na Universidade Francisco de Vitoria de Madri

Estou agradecido ao Senhor por este evento, que sela um longo caminho de aproximação e amizade entre o Caminho Neocatecumenal e o povo hebreu, que começou com Carmen Hernández em sua viagem a Israel em 1963-64, e que foi promovido pela Declaração “Nostra Aetate” do Concílio Vaticano II em 1965. O redescobrimento das raízes de nossos irmãos mais velhos na fé, favorecido pela Constituição Dei Verbum, que afirmaram a unidade

Comunicado do Caminho Neocatecumenal

Quando um carisma ou uma realidade eclesial se encontra em estado fundacional, “o fundador não é reempossado, continua à frente… por isso se fala de ‘fundador em vida’ no Decreto”. É o que o Santo Padre declarou no encontro com todas as associações de fieis, movimentos eclesiais e novas comunidades, organizado pelo Dicastério para Leigos, Família e Vida, em 16 de setembro de 2021. Com estas palavras o Santo Padre

Foi solicitada formalmente a abertura da causa de beatificação de Carmen Hernández

Cinco anos se passaram da morte da que foi coiniciadora do Caminho Neocatecumenal com Kiko Argüello, Carmen Hernández. Em Eucaristia presidida pelo Arcebispo de Madri, Cardeal Carlos Osoro, foi solicitada formalmente a abertura da causa do processo de beatificação desta mulher excepcional que marcou a história recente da Igreja. Participaram da celebração centenas de membros do Caminho Neocatecumenal, principalmente das comunidades de Madri, assim como inúmeros presbíteros. Ao final da

Nota de Kiko Argüello para a celebração do 5º aniversário da morte de Carmen na catedral da Almudena de Madri

Queridos irmãos, A paz de Jesus Cristo esteja convosco. Hoje, dia 19 de julho de 2021, celebramos o 5º aniversário da morte de Carmen, rezemos pelo seu eterno descanso, para que goze eternamente da presença do Senhor. Carmen era uma mulher excepcional, apaixonada por Cristo, pela Escritura e pela Eucaristia. Agradeço a Deus por Carmen. Era uma mulher profunda, autêntica e livre nas suas relações com todos. Amava a Cristo,

Celebração do quinto aniversário da morte de Carmen Hernández

Devido ao quinto aniversário de falecimento de Carmen Hernández, coiniciadora do Caminho Neocatecumenal com Kiko Argüello, nesta segunda-feira 19 de julho, às 20h de Madri, às 15h em Brasília, será celebrada uma solene Eucaristia presidida pelo cardeal arcebispo de Madri Carlos Osoro. A celebração contará com a presença de centenas de irmãos, principalmente das Comunidades Neocatecumenais de Madri, e será concelebrada por inúmeros presbíteros. Na Eucaristia, em que se rezará