Madri, 6/4/2018.

No domingo terá início, pelo sexto ano consecutivo, a “Grande Missão” nas praças. Em cada domingo do tempo pascal, as comunidades do Caminho Neocatecumenal em todo o mundo celebrarão cinco encontros em que serão dadas respostas a perguntas como “Quem é Deus para você?”, “Você experimentou em sua vida que Deus existe?”,  “Para que você vive?”, “O que é a Igreja?”. A “Grande Missão” será realizada em umas 135 nações e 10 mil praças de todo o mundo.   Por exemplo, em mais um ano, em Roma serão 100 praças e em Madri mais de 60 as que acolhem as diversas catequeses com as quais se pretende ajudar as pessoas a ter um encontro com Jesus Cristo através da escuta da Boa Nova: o Kerigma. Depois de cantar salmos e dançar, como caracteriza o Caminho neste tipo de encontro, cada catequese contará com um testemunho em que uma pessoa dará sua experiência. O segundo domingo é o momento para a pergunta: “Quem é você e para que vive?”. No terceiro encontro será anunciado o kerigma, a resposta de Deus à situação existencial de pecado e de morte. O quarto encontro oferecerá o kerigma nas Escrituras. Um chamado à conversão com a possibilidade do Sacramento da Reconciliação, com confissões individuais. O quinto e último encontro tratará sobre a Igreja e a comunidade cristã. Durante esses anos em que foi realizada esta “Grande Missão”, houve muitas conversões e mudanças de vida que se deram nas pessoas. O Papa Francisco, não em poucas ocasiões, propôs uma “Igreja em saída” para ir “às periferias”. Na audiência geral da quarta-feira 28 de março, o Pontífice afirmou precisamente que “o caminho à missão, ao anúncio” de que “Cristo ressuscitou” é “o centro de nossa fé e de nossa esperança, é o núcleo, é o anúncio, é o kerigma que continuamente evangeliza a Igreja e que ela, por sua vez, é enviada a evangelizar”.